• FpM

Efeito Cicatriz na Carreira

Atualizado: 19 de Out de 2020

Um dos efeitos das crises econômicas é a redução da oferta de empregos acompanhada da queda dos salários e até mesmo dos benefícios ofertados pelas empresas para captação de bons profissionais.


Como fica a geração que busca entrar no mercado de trabalho durante crises econômicas?

Estudos demonstram que durante uma crise são os jovens que mais perdem, principalmente aqueles que estão em busca do 1º emprego, na faixa de 15 a 24 anos.


Historicamente no Brasil, a taxa de desemprego é maior entre os jovens, mas durante as crises, fica bem superior à da média da população. Os jovens acabam perdendo as vagas para profissionais mais experientes que estão desempregados e aceitam salários menores.


O problema maior é que a dificuldade inicial de encontrar o primeiro emprego se transforma em “efeito cicatriz”, ou seja, a redução de boas opções seguida de salário mais baixo, pode se perpetuar por toda a carreira. Ou seja, todo o rendimento salarial futuro pode ficar comprometido, o que gera perdas para o país e para toda a sociedade.


Efeito Cicatriz na Carreira

Ao escrever este post, nós do Finanças por Mulheres, estamos sensíveis ao “efeito cicatriz”, por termos passado por várias crises em que isto ocorreu, transformando o momento de entrada no mercado de trabalho em estigma para muitos bons profissionais.


Esperamos que a área de recursos humanos das empresas tenha uma visão sobre o tema e passe a considerar nas avaliações, o momento histórico de entrada no mercado de trabalho. Desejamos sucesso na carreira a todos estes jovens!

Fonte da Imagem: Wix Business men on Stairs

#EfeitoCicatriz #Carreira #EstruturaOrganizacional #RH #Crise2020


Posts recentes

Ver tudo