• FpM

Desmistificando o Growth Hacking

por Clara Franco para FpM.


Implementar o Growth Hacking é importante em qualquer empresa. Isto é fato! Diante disso, iniciamos este artigo entendo o que significa esse termo, em seguida, contextualizamos o papel do profissional Growth Hacker e concluímos com algumas dicas práticas para você aplicar no seu negócio. Você pode experimentar!




À primeira vista, o termo Growth Hacking nos leva imediatamente a associação com os “hackers”. Mas, não é bem assim!


Growth Hacking é um termo cunhado por Sean Ellis, que significa encontrar oportunidades (hacks) para o sucesso e criar estratégias específicas visando resultados rápidos para crescimento (growth) da empresa.


“Growth Hacking é marketing orientado a experimentos.” (Sean Ellis)

Para conhecer efetivamente o conceito de growth hacking, refletimos suas palavras isoladamente: Growth (crescimento); Hack (atalho ou cortar caminho). Portanto, Growth Hacking combina o uso de habilidades técnicas e criatividade para desenvolver e executar práticas de marketing com foco principal em crescimento.


O crescimento é o que mede o sucesso ou não de uma empresa, essa é a medida em que um growth hacker precisa se preocupar.


O Growth Hacker

Mas afinal, o que um growth hacker faz? Trabalha com meios analíticos, de baixo custo, criativos e inovadores, para fazer crescer exponencialmente a base de clientes da empresa. É isso!


Independente da área de atuação, o profissional pode ser um growth hacker. O que realmente importa é o foco desse profissional, é uma questão de mindset. O foco deve ser no crescimento como um todo, diferentemente do foco específico em uma estratégia ou métrica. A atribuição desse profissional de crescimento é usar diferentes técnicas voltadas para criar ideias para atrair consumidores.

"Um profissional de growth hacking é alguém cujo norte verdadeiro é o crescimento." (Sean Ellis)

"Uma pessoa cujo foco principal e paixão é aumentar métricas através do uso de uma metodologia científica e escalável". Aaron Ginn


Ryan Holiday explica que growth hacking é muito mais um modelo mental do que uma função específica. Os atalhos de crescimento incluem a estrutura de marketing e a percepção no negócio. O growth hacking analisa a forma como cada passo ajuda a imagem da empresa, estabelecendo assim um funil de conversão para o crescimento.


Lembre-se:

Growth Hacking não é só marketing. É marketing, vendas, produto e atendimento ao cliente.

Depois de desmistificar o Growth Hacking e ponderar alguns aprendizados prévios importantes para o bom uso dessa metodologia, vamos falar efetivamente de como colocá-lo na prática.


Growth hacking é um processo de ciclos de testes e aprendizados, com o objetivo de alavancar o crescimento da empresa de forma escalável, exponencial e sustentável. O processo de Growth Hacking é baseado em quatro etapas: Análise, Ideias, Priorização e Teste. Elas operam em ciclos, e cada ciclo tem um curto tempo de duração para permitir a aprendizagem rápida, mudanças e otimizações.


Falamos de testes em Growth Hacking. Mas o que de fato seria um teste? Um teste é o formato ideal para propor uma ação para estimular o crescimento, baseada em uma hipótese de impacto, que será executada, os resultados serão medidos e consequentemente leva ao aprendizado com o que foi feito e, ao entendimento de ampliar o esforço ou abandonar a ação em detrimento de novas iniciativas.


Geralmente um teste segue o seguinte formato: hipótese, métrica, impacto esperado, execução, aprendizado. Quanto mais testes fizer seguindo o modelo de hipótese, execução e aprendizado, mais rápido você vai encontrar o que funciona e o que não funciona para o seu negócio, e por consequência, mais rápido vai alavancar um crescimento cada vez maior.


Pense em Growth Hacking como um processo científico para encontrar soluções para o crescimento da empresa, usando os dois lados do seu cérebro: você precisa da porção analítica e racional para obter métricas e extrair aprendizados, mas precisa da criatividade.


Para observar o universo de Growth Hacking, o funil AARRR, conceito criado por Dave McClure, traz um funil para o growth hacking, da mesma forma que também existe um funil de vendas. O funil do growth hacking possui 5 estágios:

  1. Aquisição: estágio reúne as práticas que visam atrair e conquistar novos clientes;

  2. Ativação: precisa estar sempre focado em proporcionar uma primeira boa experiência ao seu cliente;

  3. Retenção: nesta etapa do funil que os seus clientes se sentem bastante satisfeitos com a você e com a sua marca a ponto de continuarem utilizando seus produtos;

  4. Recomendação: acontece quando seus clientes gostam muito do seu produto ou serviço e passam a indicá-lo a amigos e conhecidos

  5. Receita: começa quando seus clientes estão fazendo parte do faturamento da sua empresa e não mais usando versões gratuitas, por exemplo;

Enfim, lembra da velha história de que não existe receita de bolo? Pois é! O Growth hacking não é uma estratégia definida e fixa. É um modo de pensar e o primeiro passo está na formação do mindset. Crie seus primeiros testes, execute e documente. Aprenda com o processo e repita. Cresça e repita. Hackeie o caminho do seu negócio rumo ao crescimento exponencial.


Ainda existe muito desconhecimento no mercado a respeito do tema, mas como a intenção deste artigo é desmistificar o growth hacking para torná-lo aplicável no seu cotidiano, espero que estas dicas tenham ajudado a você a pensar como os growth hackers pensam.


Pense em usar o Growth Hacking! Estas técnicas desenvolvem um mindset de testes e experimentos com foco em crescimento e sucesso e podem ser aplicadas no cotidiano do seu negócio. Goste ou não, ele já está acontecendo!

Fonte da Imagem: (1) Growth Hacking by Freepik (2) Funil AARRR de Dave McClure

#growthhacking #growthhacker #marketing #marketingdigital #startup #empreendedorismo #comportamentodoconsumidor #ClaraFranco

Brasil

 

   SP (11) 3637-5702

   RJ (21) 2523-3608

Todos Direitos Reservados

Desenvolvido em WIX por Finanças por Mulheres

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

Campo Belo - SP

 Ipanema - RJ