• FpM

Due Diligence. O que é?

Due diligence, diligência devida em livre tradução, é um processo de análise profunda de informações contábeis, fiscais, previdenciárias, trabalhistas, imobiliárias, tecnológicas, jurídicas e operacionais de uma empresa. Mais recentemente os aspectos sócio ambientais foram incluídos nesta análise, dependendo da natureza do negócio.



É muito utilizada em Fusões e Aquisições, quando o comprador precisa ter base segura de todos os riscos envolvidos na operação, confirmar se os dados divulgados são consistentes com a realidade. Os resultados podem influenciar o valor da aquisição ou até mesmo inviabilizar o negócio, caso se encontrem passivos ou riscos desconhecidos até então.


Acaba sendo um processo de auditoria mais completo, que ao final avaliará a performance da gestão em função da qualidade dos registros e de sua aderência à legislação e às normas a que a empresa está sujeita.

Outro exemplo da importância da due diligence é no caso de celebração de contratos de longo prazo, em geral de projetos com investimentos relevantes. A avaliação da saúde financeira, da adoção de boas práticas contábeis e fiscais, da infraestrutura operacional do fornecedor, darão ao contratante mais segurança para estabelecer uma parceria de longo prazo.


Já se vê também a aplicação da due diligence à validação da estratégia da empresa, verificando a consistência do plano, que pode envolver lançamento de novos produtos, expansão ou mudança de mercado etc.


Cuidados e pontos de atenção:

Em primeiro lugar, deve-se assinar um Contrato de Confidencialidade com a empresa que fará a due diligence e com os profissionais envolvidos. Isto porque, o volume de dados e a profundidade da análise poderão expor a empresa, tanto nos seus pontos fortes como em suas vulnerabilidades. Além disso, o vazamento de dados diante da possibilidade de ocorrer uma fusão ou aquisição também pode afetar o valor de mercado das empresas envolvidas.


A comunicação dos objetivos da due diligence aos funcionários envolvidos também é muito importante pois evita suposições que podem afetar o clima da organização.


É importante também que a empresa contratada para fazer a due diligence tenha reputação no mercado, para que seu parecer seja aceito e tenha valor percebido.


Como é feita?

Inicialmente é feito um mapeamento das atividades da empresa, permitindo que os consultores tenham uma visão geral de como o negócio funciona para que possam planejar a melhor estratégia para o desenvolvimento dos trabalhos.


A fase de desenvolvimento é a mais trabalhosa, pois envolve o levantamento dos dados contábeis, fiscais, certidões, declaração de imposto de renda, atas de assembleia, de recursos humanos e jurídicos, dentre outros. A abrangência da análise dos documentos vai interferir na qualidade das informações e consequentemente nos resultados da due diligence.


Uma boa due diligence apoiará investidores e gestores nas tomadas de decisão, identificando possíveis riscos e passivos, que podem gerar impactos financeiros e/ou sociais, comprometendo o atingimento de metas e os objetivos estratégicos relevantes para o futuro do negócio.

Fonte da Imagem: Due Diligence

#Due #Diligence #Avaliação #Fusão #Aquisição #Auditoria #Confidencial

Brasil

 

   SP (11) 3637-5702

   RJ (21) 2523-3608

Todos Direitos Reservados

Desenvolvido em WIX por Finanças por Mulheres

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

Campo Belo - SP

 Ipanema - RJ