• FpM

Noções de Contabilidade - parte 3

Atualizado: 27 de Jun de 2019

Neste artigo, nos aprofundaremos na Demonstração de Resultados (DRE), que é o principal relatório para acompanhamento do desempenho do negócio, ou seja, determina seu lucro ou prejuízo.


Os elementos que levam à mensuração do resultado da empresa são as receitas, custos e as despesas.


As receitas representam a geração de recursos provenientes da atividade da empresa, tais como vendas de produtos, e prestação de serviços. As despesas se referem aos gastos associados à obtenção destas receitas, são as despesas com salários, propaganda, luz, comunicações etc.


Simplificadamente, teríamos:

Receita bruta de vendas e/ou serviços

- Deduções da receita

= Receita líquida

- Custo da Mercadoria Vendida

= Resultado bruto

- Despesas de vendas

- Despesas operacionais

- Despesas gerais e administrativas

= Resultado operacional

+/- Receitas/despesas financeiras

+/- Outras receitas/despesas

= Resultado antes do Imposto de Renda

- Imposto de Renda + Contribuição Social

= Resultado Líquido


Todos os itens podem ser mais detalhados, de acordo com a natureza do negócio. O ideal é que a abertura das receitas e despesas ajude a controlar aquelas de maior relevância.


Também encontramos variações na nomenclatura dos itens, que podem variar conforme o negócio.


Vamos explicar um pouco mais cada um destes grupos:


Receitas Bruta de Vendas/ Serviços – é o valor que a empresa recebeu ou irá receber (no caso de vendas a prazo) pelas vendas efetuadas a seus clientes. São deduzidos os impostos incidentes sobre estas vendas e as eventuais devoluções de mercadorias, chegando-se a


Receita Líquida, que é o que efetivamente fica na empresa.


Custo da Mercadoria Vendida (ou do serviço prestado) – trata-se do custo dos insumos consumidos para se produzir os itens vendidos ou os serviços prestados. O Lucro Bruto é o valor da Receita bruta deduzido do Custo da Mercadoria Vendida.


Despesas com vendas, operacionais, administrativas – representam as despesas com vendas (comissões vendedores, marketing), gastos com áreas que atendem a toda a empresa (contabilidade, jurídico, informática) e gastos com aluguéis, condomínio, material de escritório, energia, comunicações etc.


Receitas ou despesas financeiras – proveniente de aplicações financeiras de sobras de caixa ou de juros a pagar sobre empréstimos.

Outras receitas e despesas podem ser decorrente da venda de ativos, onde pode-se obter lucro ou prejuízo.


Imposto de Renda e Contribuição Social - devem ser apurados pelo regime de competência, ou seja com base no lucro contábil registrado no mês, conforme instruções da Receita Federal.


Chegamos então ao Lucro Líquido, que demonstra quanto a empresa gerou no período em questão.


A Demonstração de Resultados é fundamental para que se acompanhe a performance da empresa e de seus gestores. Os relatórios contábeis precisam ser detalhados para atender às regras determinadas para atender o publico externo, nem sempre adequados para análise interna, por isso a maioria das empresas trabalha com relatórios gerenciais, que organizam os dados de modo a fornecer de forma mais direta, os indicadores e os resultados que os gestores e os donos desejam acompanhar.


Artigos anteriores:

Noções de contabilidade - parte 1 - Introduação

Noções de contabilidade - parte 2 - Balanço Patrimonial


Conte com nosso conhecimento para montagem dos relatórios gerenciais, que sem dúvida trarão mais transparência, facilitarão o planejamento e controle, bem como a tomada de decisão com mais confiança para a sua empresa.

Fonte da Imagem: Contabilidade

#Contabilidade #Controladoria #PlanodeContas #FpM #FaleConosco

Brasil

 

   SP (11) 3637-5702

   RJ (21) 2523-3608

Todos Direitos Reservados

Desenvolvido em WIX por Finanças por Mulheres

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • LinkedIn Social Icon

Campo Belo - SP

 Ipanema - RJ