top of page
  • Foto do escritorFpM

Esteira de Crédito

Esteira de crédito, também conhecida como fluxo de crédito, é o processo automatizado que avalia e concede crédito para pessoas físicas ou jurídicas. Ela engloba todas as etapas, desde a solicitação do crédito até a disposição do valor.


Etapas da esteira de crédito, podendo variar a divisão conforme a organização:


1. Solicitação do crédito: O cliente inicia o processo preenchendo um formulário, online ou presencialmente, informando seus dados pessoais, renda, situação financeira e objetivo do crédito.


2. Análise de crédito: Avaliação do perfil do solicitante, incluindo sua capacidade de pagamento, histórico de crédito e risco associado. Isso geralmente envolve consultas a bancos de dados de crédito.

2.1 Análise de documentos

2.2 Consulta em bureau de proteção de crédito como SPC e Serasa

2.3 Análise de risco


3. Decisão de crédito: A organização decide se aprova ou nega o crédito, com base na análise de risco e em critérios pré-definidos.


4. Definição das condições do crédito: Em caso de aprovação, são definidas as condições do crédito, como valor, taxa de juros, prazo de pagamento e outras.


5. Liberação do crédito


6. Monitoramento do pagamento: A organização monitora o pagamento das parcelas do crédito, cobrando em caso de atraso ou inadimplência.


A utilização de uma esteira de crédito automatizada permite às organizações aumentar a eficiência, reduzir erros humanos, acelerar o processo de concessão de crédito e melhorar a experiência do cliente. Além disso, ajuda a assegurar que todas as etapas do processo sejam seguidas de maneira consistente e conforme as políticas da instituição.


Esteira de Crédito

Quem utiliza esteira de crédito?

A esteira de crédito é uma ferramenta utilizada por bancos, instituições financeiras não bancárias, operadoras de cartão, lojas de departamentos, para otimizar a concessão de crédito e oferecer um serviço mais eficiente e seguro aos seus clientes.


Quais seriam as desvantagens da esteira de crédito?

A desvantagem mais significativa está em perda de oportunidades, relacionada aos critérios rígido e impessoalidade, gerando menor tolerância a casos especiais e fora do padrão.


Sistemas automatizados podem excluir candidatos que, embora não se encaixem perfeitamente nos critérios, poderiam ser bons pagadores. A falta de flexibilidade pode resultar em oportunidades perdidas tanto para os clientes quanto para a organização.


Vamos continuar com o tema Lending as a Sevice (LaaS)


 

Fonte da imagem: freepik (IA)

 
13 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page