• FpM

Fiagro, Investir em Agronegócio

Investir no agronegócio?

É um setor de extrema importância no Brasil, responde por mais de 20% do PIB. O país se encontra entre 5 maiores produtores de grãos do mundo, sendo o 2º maior exportador, com 19% do mercado internacional em 2020, ano da pandemia.


Como ter acesso a este mercado?

Até agosto/21 havia poucas possibilidades para o pequeno investidor. Fiagros (Fundos de investimentos nas Cadeias Produtivas Agroindustriais) abriram uma alternativa para quem deseja participar do segmento com pequenos valores.


A modalidade foi aprovada em março/21 no congresso e regulamentada em julho/21 pela CVM. Os gestores de fundos puderam obter o registro a partir de agosto/21.


Em 30/jun/22 já se encontravam 46 disponíveis. Dos quais, 22 passaram a ser negociados na Bolsa de Valores (B3) a partir de out/21.


O produto tem gerado interesse, rapidamente atingiu um grande número de cotistas. O mercado financeiro aposta em grande potencial de crescimento.


Fiagro - Investindo em Fundos de Agronegócios by Freepik

Como funciona os Fiagros?

A estrutura dos fundos Fiagro é semelhante aos fundos imobiliários (FIIS) em vários aspectos, ajustada para o setor agropecuário. A maior parte dos produtos é formado em forma de condomínio fechado, sem prazo de duração determinado. Ao desistir do investimento poderá fazer no mercado secundário.


Se enquadram em 3 categorias, função dos ativos que os compõem:

(1) Fiagro-FII são compostos de ativos imobiliários: imóveis rurais, CRA (certificados de recebíveis do agronegócio) e LCA (letras de crédito do agronegócio), com o propósito de obtenção de renda. Em 31/mar/22 totalizava 29 registros na CVM, sendo 20 listados na B3, sendo disponível para todos os investidores.


(2) Fiagro-FIDC tem como objetivo investir em direitos creditórios do agronegócio. OS FIFC são destinados ao investidor profissional e qualificados (aqueles com patrimônio em investimentos financeiros acima de 1milhão de reais). Em 31/mar/22 a CVM tinha registrado 8 fundos desta categoria, sendo 1 (um) listado na B3.


(3) Fiagro-FIP são fundos de investimento em participações em sociedades que explorem atividades integrantes da cadeia agroindustrial. Ainda sem produtos disponíveis no final de mar/22.


Quais são as vantagens e os riscos do Fiagro?

Acesso ao setor do agronegócios com pequenos valores, geração de renda e potencial de apreciação de ativos.


Outros benefícios são isenção de imposto de renda sobre o rendimento para pessoa física em fundos com mais de 50 cotistas, liquidez para os fundos que são negociados em bolsa, somados a gestão profissional.


Por ser um produto novo, ainda não se tem um histórico robusto sobre o comportamento dos fundos. Questões como clima, sazonalidade, preços de commodities, e variação cambial podem afetar o rendimento. No momento em que este artigo foi escrito, os fundos com maior rentabilidade estão relacionados com alocações em CRA.


 

Resumindo, é mais uma opção de investimento disponível no mercado, em um segmento promissor, que ajuda na diversificação do portfólio. É visto pelos analistas como um investimento de médio/ longo prazo. Antes de se decidir, procure entender a estratégia do gestor.


Recomendamos sempre se informar bastante antes de tomar a decisão de aplicação. É importante o conhecimento dos riscos envolvidos e se está aderente ao seu perfil de risco.


 

Para saber mais sobre o PIB e a importância do agronegócio no Brasil:

O que é o PIB

PIB do agronegócio

PIB cresce 4,6% em 2021 publicado em 11/mar/22


Fiagros disponíveis em 31/mar/22:

Fundos de Investimentos registrados na CVM

Fundos de Investimentos na B3

 

Fonte das Imagens: (1) Money Tree By Freepik; (2) Risk by Freepik

 

#Finanças #FinançasPessoais #Fundos #Investimento #FundoImobiliário #Fiagro #FIIS #CRA #LCI #InvestimentosFinanceiros #AplicaçãoFinanceira #MercadoFinanceiro #Risco #PerfildeRisco #EducaçãoFinanceira


13 visualizações

Posts recentes

Ver tudo